romà (exercício de processo)

por Thiago Becker - Ator


Louise era séria, muito séria. E sozinha, muito sozinha.

Todos os dias repetia as mesmas coisas, escutava as mesmas músicas, assistia o mesmo programa de televisão, pegava o mesmo ônibus para o trabalho e cumprimentava o motorista da mesma forma, sempre séria, reta e brusca.

Um dia a caminho de sua casa Louise ouviu um ruído que vinha de um monte de lixo, ela continuou seu caminho mas o ruído aumentou. Percebeu que era o som de um animal que estava sofrendo. Louise parou, olhou para uma caixa de papelão que estava se mexendo e decidiu se aproximar. Encontrou um cachorrinho, sem coleira, meio sujo e preso pela barriga por um anzol de pesca. Louise procurou por alguém, mas não tinha ninguém por perto. Ela teria que ajudar o pobre bichinho sozinha. O ato de bondade durou 35 segundos, o cachorrinho lambeu sua mão em agradecimento. Louise sorriu. Ela sorriu e seguiu seu caminho. Mas o que ela não percebeu que agora ela tinha companhia nessa caminhada. Entrou em sua casa e ouviu outro ruído vindo da porta da rua. Abriu a porta e o filhote estava lá. Louise assustou-se e gritou pra ele ir embora. Ele não foi e deu a barriga para Louise coçar. Ela não coçou, mas procurou em sua bolsa o pacote do mesmo biscoito que comia todos os dias. Era o último biscoito. Louise mostrou o biscoito para o cachorro, jogou longe, gritou "pega" e fechou a porta. Encostou seu ouvido na porta, esperando ouvir alguma coisa, mas não ouviu nada. Abriu uma fresta na porta e espiou. O cachorro estava ali, sentado com o biscoito na boca e abanando o rabinho. Ele botou o biscoito na chão e apoiou a cabeça acima das patas. Louise mais uma vez sorriu.

Respirou bem fundo e decidiu deixar o Truta entrar.

Louise tinha um parceiro.

Ela sorria várias vezes ao dia.


#quemsabeissoquerdizeramor #teatro #romà #cobaiacenica #amor #arte #play #artescenicas #premionodgipellizzetti

© 2018 | Cobaia Cênica