romà (feed backs abertura de processo)

por Victor Seixas - Diretor


Amores, aproveitando a espera do voo pra registrar os feedbacks mais marcantes pra mim da abertura de ontem:


- recepção positiva e emocionada de um modo geral (a peça chega, os atores se amam e são bons atores, ponto no placar geral)


- cena do cuidado a mais falada como cena a ser entendida, muito forte pra alguns e incomoda a outros, gostei da ideia da Thiara e talvez repartir a cena em três entradas durante toda a peça (primeira parte mais técnica/depois um pouco de sentimento/por último a mais emocional), realmente acho que essa cena é um núcleo fortíssimo da peça mas por não ser uma "história" que o público apreende, uma certa sensação de traição pode bater dentro da narrativa que se constrói (amo demais essa cena).


- o público quer ver mais Samuel e Thiago dialogando, aprofundar as costuras, portanto.


- falta conflito!! não só porque é uma peça e teatro pede conflito, mas porque não há amor sem briga, discussão, embate mesmo. de fato, acho que faz super sentido, quando falou-se isso ontem me deu um estalo na cabeça, porque de dentro ou não tava percebendo isso.


- foi pontuada uma certa atenção ao rebuscamento da linguagem nas falas: uma menina falou sobre o 🐕 ser muito culto, coisa que Samuca já tinha sinalizado mas depois acabou voltando pro texto (particularmente isso não me incomoda tanto, mas acho que faz sentido pensar sobre isso); Thiara pontuou esse rebuscamento na cena da mãe com a filha, mas depois conversamos e ela disse que poderia ser uma certa insegurança tb, já que foi nossa última cena a ser construída, acho que o fazer pode amolecer um pouco a linguagem tb.


- Thiara e uma outra menina pontuam uma coisa interessante: toda história tem um fator surpresa, elas não são óbvias. então não faz tanto sentido ser óbvio no final. mesmo que o final seja sabido e desejado (o casamento), fica aí esse chamado aos meninos de como subverter mesmo nesse momento "clichê" de união de casal.


- o fator temporal tá a nosso favor, escutei bastante que a peça passa rapidinho. temos uma hora e dez de trabalho que tem fluidez e não cansa as pessoas. isso é bem bom e importante.


- uma moça do Sesc pontuou as multilinguagens das histórias (acha que deveríamos pegar uma estrada e seguir, fazer escolhas, foram palavras dela). não concordo!! se o amor é diferença e são diferentes histórias, nada mais justo que essa diferença se reflita numa diferença tb de abordagem cênica. ;)


- quero mais momentos de dança na peça !!!


- alguém pontuou a necessidade de entendermos melhor o uso das libras para não soar gratuito. (acho que seria o caso de darmos o mesmo grau de mergulho que demos a áudio descrição, não só uma costura rápida, talvez uma história inteira -- QUEM SABE O CONFLITO EM LIBRAS, que arraso seria hahaha)


...


#quemsabeissoquerdizeramor #teatro #romà #cobaiacenica #amor #arte #play #artescenicas #premionodgipellizzetti


© 2018 | Cobaia Cênica