top of page

O QUINTAL DE MINHA INFÂNCIA

Por Samuel Paes de Luna





CRIANÇA QUE UM DIA FUI

SEM PARQUE, GAME OU PELÚCIA

VIVIA OLHANDO O MUNDO

CATANDO CADA MINÚCIA

TINHA OS OLHOS CURIOSOS

E O PEITO CHEIO DE ASTÚCIA

CADA COISA ERA MATÉRIA

PRA MINHA IMAGINAÇÃO

ME PERDIA NAS VIAGENS

COM OS PÉS FINCADOS NO CHÃO

CORAÇÃO ERA PILOTO

DA MINHA CONTEMPLAÇÃO


O RUMO ERA SEMPRE AQUELE

DA RESSIGNIFICAÇÃO

FAZIA DO SIMPLES O GRANDE

O REI DA TRANSFORMAÇÃO

TODO DIA ERA DIA

DE UMA NOVA CRIAÇÃO


FAZIA TUDO SOZINHO

MAS NADA ERA SEGREDO

ESCALAVA O TELHADO

NÃO TINHA TEMPO PRA MEDO

CURIOSIDADE FORTE

DURA COMO UM ROCHEDO


CARREGAVA INOCÊNCIA

E TAMBÉM MUITA CORAGEM

CRIAVA LÍNGUAS ESTRANHAS

VIVIA NUMA VIAGEM

ÀS VEZES ME ENVERGONHAVA

ACHAVA UMA GRANDE BOBAGEM


MEU QUINTAL ERA TODO CINZA

RODEADO DE CONCRETO

MAS LOGO EU O TRANSFORMEI

NO MEU JARDIM SECRETO

COM CORES EXTRAVAGANTES

NENHUM POUCO DISCRETO


DE TUDO JÁ FOI UM POUCO

NAVIO, FOGUETE E PALCO

TINHA EFEITO DE FUMAÇA

JOGANDO PRA CIMA O TALCO

E AI DE QUEM SE METESSE

E QUISESSE DAR PITACO


LUGARZINHO PREFERIDO

ALI O MEU BOM REFÚGIO

ONDE EU ERA O QUE QUISESSE

UM SUPER HERÓI, UM PRODÍGIO

OU UMA CELEBRIDADE

COM MUITA FAMA E PRESTÍGIO


NAQUELES DIAS MAIS TRISTES

VIRAVA UM ESCONDERIJO

DAQUELE TIPO DE COISA

QUE ATÉ HOJE EU FUJO

NESSA ENORME ASTRONAVE

QUE EU MESMO DIRIJO


MESMO BRINCANDO SÓ EU

NÃO CONHECIA A SOLIDÃO

VIVIA BEM OCUPADO

DESSA MINHA IMENSIDÃO

DE HISTÓRIAS BEM CRIADAS

IMAGINADAS OU NÃO


AQUILO QUE NÃO FALTAVA

ERA CRIATIVIDADE

MESMO EM TEMPOS RUINS

DE MUITA DIFICULDADE

AÍ QUE BROTAVA IDEIA

ERA UMA DIVERSIDADE


UM MENINO CURIOSO

ABERTO SEMPRE A ESCUTA

NÃO ERA SÓ DA ORELHA

DA ALMA, DO CORAÇÃO E DA VISTA

ASSIM APRENDEU LIGEIRO

O QUE A VIDA LHE DEU COMO PISTA


UMA VIAGEM BEM BOA

ERA ENTRAR NUMA MÚSICA

DEIXAR ELA TOMAR CONTA

ALÉM DA CAMADA FÍSICA

SER DELA UM PERSONAGEM

VIBRANDO DE FORMA ÚNICA


FORAM MUITAS DESCOBERTAS

INCLUSIVE O SOM DO ECO

RUÍDO LÁ DO CONCRETO

VAZIO, SEM GRAÇA, SECO

MAS DISSO FIZ MELODIA

VIROU TRILHA DO MEU BECO

EXPRESSAR O SENTIMENTO

ATRAVÉS DA MINHA VOZ

FOI COISA QUE DESDE CEDO

SURGIU DE FORMA FEROZ

O MEU CORAÇÃO NASCENTE

A MINHA BOCA UMA FOZ


UNS DIAS EU ME PEGAVA

POR HORAS OLHANDO O CÉU

IMAGINAVA FIGURAS

DAS NUVENS FAZIA VÉU

CADA COISA DIFERENTE

QUE MERECIA UM TROFÉU


PARA TODO SER CRIANÇA

TUDO VIRA BRINCADEIRA

COISA SEMPRE MUITO SÉRIA

É VERDADE VERDADEIRA

QUANTO MAIS ABSURDA VALE

MESMO SE FOR UMA BOBEIRA


ALEGRIA ERA QUASE CONSTANTE

POR ISSO VIVIA RISONHO

GOSTAVA TAMBÉM DE BRINCAR

ATÉ DO QUE ERA MEDONHO

COISA TÃO BOA NA VIDA

É VIVER CERCADO DE SONHO

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page