A Felicidade do Homem Comum

Companhia de teatro catarinense estreia no SESC Copacabana o solo “Benjamin – Filho da Felicidade”. Inédito no Rio de Janeiro, o espetáculo aborda os sonhos, desafios e escolhas de um homem simples, construindo o sentido de sua felicidade.

Contemplado pelo Prêmio Municipal Nodgi Pellizzetti 2016 de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Rio do Sul, "Benjamim - filho da felicidade" faz sua estreia carioca no Espaço Multiuso do SESC Copacabana, onde permanece em temporada de 16 de janeiro a 2 de fevereiro, de quinta a domingo, sempre às 18h. O espetáculo que já circulou por importantes festivais de Santa Catarina, como Rosa dos Ventos da Federação Catarinense de Teatro e Cena Rio do Sul Embaixo da Ponte, marca a estreia da Companhia Cobaia Cênica no Rio de Janeiro.

O ator e dramaturgo Thiago Becker narra a história de um personagem da infância à velhice, construindo o sentido de sua felicidade. O espetáculo é um jogo contra o tempo: 60 minutos para contar toda a trajetória de vida de Benjamim. É uma história contada através do encontro entre ator e público - uma história de encontros.



A peça, dirigida pelo diretor carioca Ricardo Rocha da Multifoco Companhia de Teatro, é um solo narrativo que abusa da poesia e brinca com a interação do público. O texto é uma costura de vivências pessoais com depoimentos retirados de um questionário feito a pessoas de diversas idades. Idosos, crianças e adultos, foram perguntados: O que os faz feliz? Quais os momentos mais felizes das suas vidas? Como foram suas paixões?

“Benjamim...” é uma experiência teatral em roda. Um círculo, com o público em volta. São os ciclos da vida, os elos que fazemos na nossa criação. Uma roda de amigos, de família, de união. É uma inspiração na tradição de se formar uma roda à sombra de uma árvore reunir o povoado e contar uma história. A estética do espetáculo é pensada e preparada para criar uma atmosfera convidativa, onde o publico se sinta a vontade de contar essa história junto com o ator.

O ator Thiago Becker, que viveu no Rio de Janeiro durante oito anos, fala um pouco sobre o sentimento de voltar a cidade: “Viver no Rio de Janeiro possibilitou a ampliação das minhas experiências teatrais e uma mudança na perspectiva de como me relaciono com o mundo, tamanha diversidade que existe nessa cidade. Quando decidi voltar para minha terra natal, eu tinha a certeza que o Rio já tinha me dado tudo o que podia me oferecer. Agora, poder estar em temporada no SESC Copacabana com esse trabalho que desenvolvi em Rio do Sul-SC, o que me enche de orgulho e satisfação, é um grande presente. ”

A pergunta lançada ao público é sobre essa busca incessante da felicidade, é sobre o que realmente importa. É um recuo poético para olhar a cidade e suas agitações passageiras, uma tentativa de não deixar a felicidade atrelada a uma constante necessária, mas aceitá-la como pequenos e grandes acontecimentos diários.

Com esse e outros trabalhos, a Cia Artística Cobaia Cênica vem ganhando destaque na cena teatral catarinense. De setembro a novembro de 2019, circulou por 24 cidades do estado pelo projeto EmCenaCatarina 2019, promovido pelo SESC/SC, com o espetáculo "O que só passarinho entende" sob direção também de Thiago Becker.



SERVIÇO:

Benjamim - filho da felicidade

Temporada: De 16/01 a 02/02/2020

Dia/horário: Quinta a Domingo, às 18h

Local: SESC Copacabana – Multiuso

Endereço: R. Domingos Ferreira, 160 – Copacabana

Telefone: (21) 2547-0156

Ingressos: R$7,50 (associados)/R$30\R$15

Bilheteria: Terça a Sexta – de 9h às 20h; Sábados, domingos e feriados – das 12h às 20h.

Classificação: 12 anos

Duração: 65 minutos

Gênero: Comédia dramática

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia e atuação: Thiago Becker

Direção e Iluminação: Ricardo Rocha

Trilha sonora: Rodrigo Fronza

Cenografia: Ricardo Rocha e Thiago Becker

Cenotécnico: Edolino Neza Sabino

Supervisão de Figurino: Flávio Souza

Operação de Luz: Samuel Paes de Luna

Operação de Som: Ana Cristina Gaebler

Comunicação: Kakau Zambon

Produção: Cia Cobaia Cênica

CONTATOS:

Site: www.cobaiacenica.com.br

E-mail: cobaiacenica@gmail.com

Instagram: @cobaiacenica

Telefones: (47) 99601 1115 / (21) 97961 6647

SINOPSE

Benjamim traz ao palco a refexão sobre busca incessante da felicidade, o sobre o que realmente importa. É um recuo poético para olhar a cidade e suas agitações passageiras, uma tentativa de não deixar a felicidade atrelada a uma constante necessidade de leveza, mas aceitá-la como uma efeméride impossível de ser aprisionada numa tela.

Thiago Becker – ator e dramaturgo

O ator e diretor teatral Thiago Becker iniciou sua carreira no ano de 2007, participando da companhia rio-sulense Trip Teatro, onde teve a oportunidade de viajar o Brasil pelo Projeto Palco Giratório (SESC). Mudou-se para o Rio de Janeiro em 2009 e formou-se pela Escola Técnica de Teatro Martins Pena, a escola mais antiga de formação de atores da América Latina. Participou de diversas montagens como A Vida é um Sonho de Calderon de la Barca, Boca de Ouro de Nelson Rodrigues, rINOCERONTEs de Eugene Ionesco, Tagarelando de dramaturgia própria, e participou como membro da Multifoco Cia de Teatro. Voltou para Santa Catarina em 2016, onde foi contemplado com a montagem do espetáculo Benjamim, filho da felicidade de dramaturgia própria e direção de Ricardo Rocha, que hoje integra o repertório do Cobaia Cênica. É diretor do espetáculo O que só passarinho entende que circulou no ano de 2019 pelo programa SESC EmCenaCatarina. Atua também nos espetáculos Romã e Miguel, o cavalivreiro do país Sem Nome contra o Dragão Ignorânico da Cia Artística Cobaia Cênica. É idealizador e coordenador do projeto de incubadora de cias de teatro em parceria com a Fundação Cultural de Rio do Sul, onde também ministra aulas de teatro.

Ricardo Rocha - diretor

Diretor, ator e iluminador cênico, com formação no SENAC Rio, Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna. Bacharel em Direção Teatral pela UNIRIO e mestrando pelo Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da mesma Universidade. Foi Professor da Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna nas cadeiras de Interpretação e Teoria do Teatro. Dentre seus trabalhos destacam–se: a direção dos espetáculos: “A Palavra Progresso na boca da minha mãe soava terrivelmente falsa”, “Crônicas para uma Cidade ou um amanhecer abortado” e “Migraaaantes ou tem gente demais nessa merda de barco” todos com dramaturgia de Matéi Visniec e encenados pela Multifoco Companhia de Teatro, com a qual já conquistou mais de 20 prêmios e 40 indicações em festivais de teatro.

0 visualização

© 2018 | Cobaia Cênica